quarta-feira, 14 de agosto de 2013

XCO Mata da Bica

Aguardem a MELHOR prova de XCO já realizada no Centro Oeste!!!

Prova de XCO dentro da Mata da Bica em Formosa em trilhas fantásticas. 

Em breve disponibilizaremos mais informações

domingo, 11 de novembro de 2012

TCU APONTA IRREGULARIDADES NO CICLISMO E NA CANOAGEM.

Relatório do tribunal recomenda que confederações devolvam R$ 1 milhão ao governo A Confederação Brasileira de Canoagem terá que devolver dinheiro para o Ministério do Esporte Reuters / 20.07.2012 RIO - O Tribunal de Contas da União (TCU) identificou indícios de fraudes em licitações entre outras irregularidades na aplicação por entidades esportivas de recursos públicos destinados a oferecer melhor infra-estrutura para atletas brasileiros se prepararem para os Jogos Olímpicos de 2016, no Rio de Janeiro. As entidades acusadas são a Confederação Brasileira de Ciclismo (CBC) e a Confederação Brasileira de Canoagem (CBCA), ambas com sede no Paraná, que terão que devolver ao Ministério do Esporte mais de R$ 1 milhão dos R$ 4,8 milhões que haviam sido repassados por convênios firmados com as entidades em 2010. Os dirigentes das entidades ainda podem recorrer da decisão. O acórdão da ministra Ana Arraes citando as duas entidades foi divulgado na última segunda-feira no Diário Oficial da União, pouco mais de um mês depois da presidente Dilma Rousseff ter lançado o Plano Brasil Medalhas 2016. O objetivo do programa é cumprir a meta do Brasil de terminar os jogos do Rio de Janeiro entre os dez primeiros colocados em número de medalhas. Para isso, o governo federal aumentou de R$ 1,5 bilhão para R$ 2,5 bilhões em recursos do orçamento e patrocínios de estatais a verba destinada para o próximo Ciclo Olímpico (2013-2016). Ao todo, 21 categorias foram eleitas prioritárias para a distribuição dos recursos adicionais devido ao potencial de trazer mais medalhas. Ciclismo e canoagem fazem parte dessa relação. De acordo com o Tribunal de Contas da União, em 2010, a Confederação Brasileira de Canoagem firmou convênios de mais de R$ 2 milhões com o Ministério do Esporte para implantar e estruturar três centros de treinamento de canoagem velocidade (Caxias do Sul, Rio de Janeiro e São Bernardo do Campo) e 4 centros de desenvolvimento de canoagem slalom (Foz do Iguaçu, Piraju- SP; e Primavera do Leste - MT) visando as Olimpíadas de 2016. Mas do total repassado, R$ 509.678,11 acabaram sendo penhorados judicialmente em lugar de serem usados para a finalidade original. A prestação de contas da Confederação de Ciclismo - que é reincidente em irregularidades identificadas pelo TCU-, por sua vez é mais complicada. Segundo o TCU, R$ 523 mil foram pagos irregularmente em uma série de contratações de consultorias. Alguns assessores terceirizados contratados já eram funcionários da própria Confederação de Ciclismo. Esses funcionários passaram a ganhar por fora para desenvolver projetos que na verdade já seriam de atribuição da entidade. O primeiro-secretário da CBC, Marco Antônio Barbosa, foi contratado como coordenador-geral de pista enquanto que o segundo secretário, Hudson Henrique de Oliveira, assumiu a função de coordenador-geral de BMX. Uma terceira consultora contratada não era empregada da CBC, mas disputou a vaga com outras duas funcionárias. ''Os procedimentos adotados na realização dos três processos seletivos afrontam os princípios da impessionalidade e da moralidade", informa um trecho do relatório do TCU. O TCU porém, também criticou o Ministério do Esporte por ter repassado os recursos. "É inadmissível que o poder público ao celebrar termo de parceria o faça com entidade sem capacidade operacional para executar suas ações pois tal situação pode colocar em risco o próprio objeto do ajuste, vez que a entidade provada, por ausência de capacidade de gestão, pode não apresentar condições de executar as atividades e atingir os objetos pactuados" diz outro trecho do relatório. As irregularidades teriam começado na própria concorrência que escolheu a Mundi Promoções e Eventos Ltda. como consultora. A Confederação fez cotações prévias de preços em três empresas. Participaram a própria Mundi, a GMX Sports & Eventos e ASC7 Centro Esportivo. O TCU descobriu que a GMX foi aberta apenas em fevereiro de 2011, um mês depois da data em que teria sido contatada para fazer a coração. Além disso, a GMX tem sócio em comum com a Sports & Eventos. Por sua vez, a Mundi que viria a vencer a licitação, não tinha qualquer funcionário nos anos de 2010 e 2011. O TCU encontrou também indícios de superfaturamento na compra de 15 bicicletas de pista no valor de R$ 4.160 (R$ 62,4 mil no total). O modelo inexistente no mercado brasileiro poderia ter sido importado por R$ 1.307,63 a unidade. Ou seja, o valor superfaturado chegou a R$ 22.855.71 segundo o Tribunal de Contas.. Em junho, o TCU em outro processo também relatado por Ana Arraes, já havia determinado que a Confederação Brasileira de Ciclismo que devolvesse R$ 501.080,80 pagos pela compra de 220 bicicletas e capacetes sem que tivessem sido entregues. No processo, são citados como responsáveis solidários para devolver os recursos o presidente da CBC, José Luiz Vasconcellos e os proprietários da Seletto Peças de Bicicletas, contratada para fornecer os equipamentos. A exemplo da decisão tomada pelo TCU este mês, ainda cabe recurso. Antes de abrir concorrência para a compra das 220 bicicletas, a CBC fez uma cotação de preços em três empresas: Seletto, Vzan Comércio de Peças e Pedala Comércio de Peças. Realizada a licitação, a Seletto cobrou R$ 2.238,64 por unidade do modelo Speed Star 500. O modelo já deixou de ser fabricado mas como base de comparação, os técnicos do TCU encontraram a venda no mercado bicicletas semelhantes por preços mais baixos: R$ 936,78 e R$ 1.499 a unidade. Os R$ 501 mil pagos indevidamente referem-se a 50% do valor da compra e foram dados como adiantamento O TCU constatou que havia vínculos mesmo que no passado entre essas empresas e o presidente José Luiz Vasconcellos. A Seletto que venceu a concorrência tem como sócio principal Jefferson Schiavon Marconatto já foi proprietário de outra empresa do ramo com uma irmã do presidente da CBC. O sócio majoritário da Vzam era de um dos irmãos do presidente. Outro irmão de José Luiz Vasconcellos foi sócio majoritário da Pedala Comércio. "A exposição e projeção mundial do país ao promover o evento implica exigir, em especial de modo preventivo, padrões mínimos de gestão e governança da parte das entidades beneficiárias", diz um trecho do relatório da auditoria do TCU Procurados pelo GLOBO, os presidentes das confederações de ciclismo e canoagem não retornaram os contatos. O Comitê Olímpico Brasileiro (COB), por sua assessoria de imprensa, disse que não vai se manifestar sobre o assunto. Já o Ministério do Esporte emitiu a nota abaixo: “O processo não está encerrado. O TCU ainda não finalizou a análise do mérito dos assuntos e abriu uma nova etapa para o prosseguimento da auditoria, concedendo prazos para novas oitivas e apresentações de justificativas e documentos. Vale lembrar que, na auditoria, o caso da Confederação Brasileira de Ciclismo (CBC) é diferente do caso da Confederação Brasileira de Canoagem (CBCa). O próprio TCU acatou argumentos da CBCa a respeito de sua situação jurídica e constatou restituição de parte dos valores questionados. O Ministério do Esporte vai apresentar as argumentações e os esclarecimentos solicitados pelo tribunal e aguardará os desdobramentos do processo de auditoria para avaliar eventuais consequências ao apoio que o governo federal dá às duas modalidades. Todo ente privado que faz convênios e contratos com a administração pública deve guiar-se pelos princípios constitucionais de legalidade, impessoalidade, moralidade, publicidade e eficiência, que se aplicam aos convênios que o Ministério do Esporte celebra com as confederações das modalidades. Todos os convênios são fiscalizados pelo próprio Ministério e pelos órgãos de controle, garantindo transparência e correta aplicação das verbas públicas.” Assessoria de Comunicação - Ministério do Esporte

domingo, 26 de agosto de 2012

PEDAL PEDAGUAS


Vamos para Formosa!

Por Pedaguas
 

O Pedal do Tio Kin convida o Pedaguas para duas trilhas imperdíveis nas montanhas de  Formosa – GO. Um circuito técnico em uma reserva ambiental e um ‘trip trail’ até um oásis paradisíaco.

 
Desde a primeira trilha, nosso grupo sempre foi prestigiado por membros da vizinha e simpática cidade de Formosa – GO. E prestígio é um adjetivo modesto para definir o sentimento por termos pessoas tão amigas e “do bem” entre nós, sempre animadas, divertidas, companheiras e solidárias. Os familiares e amigos da nossa querida Deny vivem marcando presença em nossos pedais noturnos, trilhas e reuniões sociais. Naturalmente, e não é de hoje, sempre existiram convites, planos e conversas para que o Pedaguas, como retribuição, fosse pedalar por lá também. Pois bem, convite aceito e finalmente marcado! E o melhor: é programa para levar a família toda, com várias atrações para quem não pedala também.
No primeiro sábado de setembro, sairemos em comboio de Águas Claras em direção ao ponto zero da Trilha Indaiá, a Fazenda Citates, uma reserva ambiental com estrutura completa de lazer.
A trilha é um circuito curto e técnico, onde foi realizada a Copa Formosa no último fim de semana. A dificuldade dependerá apenas do número de voltas que cada um quiser dar no circuito.
No fim da tarde, vamos nos hospedar e jantar no Hotel Fazenda Araras, a +/- 70 km da trilha do Indaiá, que possui lazer completo e ótimas acomodações, para todos os bolsos.

Na manhã de domingo, partiremos após o café da manhã em direção ao Poço Azul, por trilha do tipo “estradão”, onde faremos um piquinique. A distância pedalada será de 74 km no total (ida + volta) e haverá carro de apoio aos ciclistas. No fim da tarde, deixaremos o hotel e retornaremos à Águas Claras.
INSCRIÇÕES
Chegou a hora! Estão abertas as inscrições de nossa viagem para Formosa! Corra para não perder a oportunidade. Preencha o formulário abaixo.
TRANSPORTE
Não teremos transporte coletivo (ônibus), pois não houve número suficiente de interessados.
INGRESSOS, REFEIÇÕES E HOSPEDAGEM
SÁBADO: TRILHA INDAIÁ



 
Day Use: Fazenda Citates
 Por pessoa
Incluso:
R$32,00
Entrada ao parque; visita cachoeiras 
Trilha
Almoço s/ bebida
DOMINGO: TRILHA POÇO AZUL



 
Estadia no Hotel Fazenda Araras
 Camping*
 Quart0*  4 a 5 pes.
 Quarto* até 3 pes.
Incluso:
R$60,00
R$80,00
R$100,00
Por pessoa
Pernoite
JantarCafé da manhã
 Almoço na trilha R$ 15,00
Desembolso aproximado no final de semana
                   R$107,00
        R$127,00
            R$147,00
 (Por pessoa)
(Lazer/almoço + hospedagem + jantar sábado + café manhã domingo + almoço na trilha) Reservas e pagamentos por conta de cada um.
IMPORTANTE:  
  1. As acomodações em quartos são limitadas, quando esgotarem as vagas, a única opção que restará será o camping. Aos que desejam ficar nos quartos, sugerimos providenciar o quanto antes a reserva junto ao hotel. Levaremos em conta a ordem de inscrição para a reserva.
  2. Na chegada ao Poço Azul, será servido um almoço para os ciclistas. O cardápio foi elaborado pela Deny, será galinhada com macarronada, refrigerantes, sucos, água e gelo servidos em descartáveis. O rateio é de R$ 15,00 por pessoa; bebidas alcoólicas devem ser adquiridas à parte. Os interessados devem depositar o valor do almoço até o dia 29/08, quarta-feira, na conta corrente abaixo:
Banco do Brasil – Agência: 1230-0  conta: 63978-8 - ELDENICE F. ROCHA
DETALHES DAS TRILHAS
DiaTrilhaDificuldadeCustos
SábadoIndaiáTrilha curta com trechos técnicosDay Use Fazenda Citates: R$32,00 p/ pessoaIncluso:
- Entrada ao parque visita cachoeiras
- Trilha
- Almoço s/ bebida
DomingoPoço AzulTrilha longa, estradão de 74 kmsSerá servido um almoço: R$ 15 p/ pessoa (pagamento antecipado)
FORMULÁRIO DE INSCRIÇÃO
Preencha todos os campos e clique em “enviar”:
Publicado em EventoTrilhaViagem | Com a tag  | Deixe um comentário

terça-feira, 14 de agosto de 2012

CHIA

Mais uma nova onda, semente de chia
 
 
Depois do ‘boom’ da linhaça e da quinua, chegou a vez da CHIA. Por aqui esta semente ainda não está muito conhecida mas em alguns países do hemisfério norte já virou moda.
A Chia é uma planta, cujo nome botânico é Salvia Hispanica, cultivada há muitos séculos no sul do México. Ela era muito popular entre os maias e astecas, sendo um componente importante da alimentação. Interessante é que esta semente era tão valiosa que também era usada como moeda de troca entre estes povos. Elas ficaram confinadas lá no México, onde nunca deixaram de ser cultivadas, até o pessoal natureba descobrir, alguns anos atrás, que semente de chia é um dos alimentos mais completos, nutritivos e funcionais que existe!
No México, ainda constuma-se dizer que uma colher de sementes de chia é o suficiente para sustentar uma pessoa durante um dia inteiro. Logo, não é por acaso que chia é uma palavra maia que significa “força”.
Bom, mas agora vamos ao que interessa, quais os benefícios que estão dizendo por ai sobre esta tal semente chia.
A semente é rica em fibras solúveis e insolúveis. A vantagem das fibras presentes na casca da semente é proporcionar a sensação de saciedade. Quando entram em contato com a água, essas fibras formam uma espécie de gel.
 Este gel é excelente para o intestino, pois ajuda a regulá-lo, potencializa a absorção de nutrientes e retarda a vontade de comer por ocupar espaço no nosso aparelho digestivo. É como se demorássemos mais tempo para ficar de ‘estômago vazio’.
A chia é rica em ácidos graxos do tipo ômega 3, importante para regular os níveis de LDL (colesterol ruim) e triglicérides no sangue. Relatam que ela possui mais ômega-3 do que o salmão e do que a linhaça. E com uma vantagem em relação a essa última: não é preciso triturar a semente chia antes de ingerí-la para conseguir absorver o benefício.
Além disso, a chia possui quantidades adequadas de ferro, cálcio e magnésio.
A quantidade sugerida para ingestão é de 1 colher de sopa cerca de 30 minutos antes do almoço e jantar para melhorar o funcionamento intestinal e gerar maior sensação de saciedade.
Sugestões de consumo: pode ser consumida pura mesmo em iogurtes, vitaminas, sucos, saladas, sopas e outras receitas. Na foto abaixo está batida com leite e morangos!
 
 Formas disponíveis no mercado: grão, óleo e farinha
image
Obs: o óleo de chia não conta com os benefícios das fibras, encontradas exclusivamente na farinha e na versão em grãos. Os demais componentes, como o ômega 3, permanecem inalterados.

quarta-feira, 1 de agosto de 2012

III Desafio Sport Bike XCO 2012



Atenção !! Atletas do Mountain bike segue toda programação do III Desafio Sport Bike XCO em Samambaia-DF, dia  09 / Setembro/ 2012
teremos café da manhã para todos atletas a parti de 7:00 até 8:30 , o chip e placa serão retirados no local da prova somente até 8:40
com a SISTIME, então todos atletas deverão estar presentes neste horário, a prova terá troféu para os 5 primeiros de todas categoria e medalhas
para todos participantes e  premiação em dinheiro para todas categorias do 1° ao 5°, um abraço a todos e bons treinos.
 A PROVA TERÁ SEGURO PARA TODOS ATLETAS INSCRITOS.     

LARGADA PONTUALMENTE AS 9:00 Horas
PRIMEIRA BATERIA

MASTER - D                 3 VOLTAS
MASTER - E                 3 VOLTAS
JUVENIL                       3 VOLTAS
TURISMO - A                3 VOLTAS
TURISMO - B                3 VOLTAS
TURISMO FEMININO   3 VOLTAS


SEGUNDA BATERIA PONTUALMENTE AS 10:30 Horas

ELITE MASCULINO       7  VOLTAS
SUB - 23                         7 VOLTAS
ELITE FEMININO           4 VOLTAS

JUNIOR                          5 VOLTAS
SUB - 30                         6 VOLTAS
MASTER - A                   6 VOLTAS
MASTER - B                   6 VOLTAS
MASTER - C                   6 VOLTAS

A PREMIAÇÃO DE TODAS CATEGORIAS SERÁ AS  13:00 horas

A PROVA TERÁ CRONOMETRAGEM DA EMPRESA SISTIME:http://www.sistime.com.br/eficiente/sites/sistime.com.br/pt-br/home.phpE  COBERTURA DE MIDIA DO SITE  BIKE GIRO BRASILhttp://www.bikegiro.com.br/

A PROVA ESTAR SENDO REALIZADA PELA  LOJA  SPORT BIKE -DF ATACADO E VAREJO LOCALIZADA NA QNM 19 Conjunto B Lote 37  CEILÂNDIA- SUL
FONE (61) 33733100 ou 39670723 e organizada pelo atleta de Mountain Bike:  Bosco 61 84186726.
RECONHECIMENTO OFICIAL DO CIRCUITO DIA 02 SETEMBRO 2012 AS 8:00horas.

segunda-feira, 25 de junho de 2012

COPA FORMOSA 2ª ETAPA - INDAIÁ

COPA FORMOSA DE MOUNTAIN-BIKE AMADOR 2012 
2º ETAPA INDAIÁ - CITATES 
A Copa Formosa de Mountain-Bike Amador foi um sucesso em sua primeira etapa, agora a segunda etapa do vento traz novidades para os amante do montain-bike técnico e de qualidade.
O local foi escolhido a dedo, o senário paradisíaco esbanja beleza por ser um local com natureza preservada que mostra ser o verdadeiro paraíso das águas. 

Clique na imagem para ampliar

As águas fortes a longo de milhares de   anos formaram dezenas de pequenas, grandes e medias cachoeiras que sem duvida alguma e a cateterística mais impressionante deste lugar. E impossível não ficar totalmente deslumbrado com tanta beleza ou não si maravilhar-se com tão grande espetáculo da natureza assim tão perto de você. Esse foi senário escolhido para a segunda etapa da copa formosa de Mountain-Bike Amador. 
Mapa
Clique na imagem para ampliar
 

O Citates que também e conhecido como Indaiá e se localiza no município de Formosa Goias a poucos quilômetros de Brasilia DF. 
    
 O Indaiá e um local ideal para a pratica de esportes radicais diretamente em contato com a natureza,  sem duvida o mountain-bike tem tudo a ver e mostra se integrar perfeitamente a esse local.   


A pista de xc esta sendo montada e segue um padrão de tendencias que cada vem mais são exigidas por atletas que buscam grandes desafios.  
Você terá a oportunidade de competir em um circuito novo, inédito e que mistura os mais variados tipo de terrenos. Obstáculos, curvas, pedras, brejos e muitas decidas e subidas e o que te espera dia 15 de julho.  




domingo, 17 de junho de 2012

III DESAFIO ITIQUIRA DE MTB


III Desafio do Itiquira de Mountain Bike - Prova já consagrada reafirmando todo o seu potencial

Desafio_do_Itiquira_-_Matria_5"A dor é passageira. Desistir dura para sempre!" (Lance Armstrong)
E essa foi a frase dita pelo orador quando o grid de largada estava montado com todos os atletas alinhados para a largada.  Acreditamos que, pelo menos, 99,9% dos ciclistas devem conhecer essa frase que veio do renomado e sete vezes campeão da Volta da França (Tour de France) - Lance Armstrong. Era o estímulo que todos estavam esperando para a abertura do III Desafio do Itiquira de Mountain Bike.
Desafio_do_Itiquira_-_Matria_5Esse ano, com a ajuda dos companheiros João Passos "O Bosco" (que você pode conferir a entrevista do Bikegiro clicando aqui) e Sillas Vinícius, presidente do Clube Formosa Bike Sport, Edna dantas fez questão de reforçar que esse ano a prova foi organizada na raça!!!!! 
Compartilhamos algumas dificuldades que surgem ao se organizar um evento deste porte. Infelizmente, o "visão" de empresas que poderiam entrar como parceiras de um grande evento assim ainda está muito restrita. Empreendedores não vêm que há muito retorno, principalmente em se tratando de marketing para sua marca. 
Mesmo sem patrocínios de grande porte, Edna Dantas topou realizar a prova por mais esse ano que com certeza, foi um sucesso!
Vimos que não havia lugar melhor para agrupar tanto familiares quanto amigos na praça da Prefeitura, que contou com um bom ponto de venda de mantimentos e muita sombra e água fresca servida pela organização.
Destaque para a ajuda dos sempre presentes membros do Exército Brasileiro, auxiliando em todos os pontos da prova. A cronometragem ficou com o excentíssimo trabalho da Sistime Cronometragens.
Destaque para a participação de diversos atletas mirins trazidos pelo Clube Formosa Bike Sport. Apenas em provas nas regiões de Formosa é que se vê tantos atletas das categorias de base, diferente de outras provas em outras localidades. Excelente sinal de que novos frutos aparecerão nos próximos anos.
O percurso:
Ouvindo a sugestão dos verdadeiros Mountain BIkers, a organização fez questão de colocar verdadeiros desafios, principalmente em se falando no single track nos 5 km finais da prova. Diferente dos outros anos, a prova foi rápida e dura, com subidas íngremes e passagem por locais que fizeram os mais preparados serem "naturalmente selecionados".Desafio_do_Itiquira_-_Matria_6
Acreditamos que esse relato do percurso sirva para praticamente todas as categorias: uma descidona e uma subidoa. Simples assim! Com tempo de prova que girou de 1:30 (para os mais monstros) e 3:00 (para os iniciantes), a prova começou em um grande declive. Todas as categorias andaram emboladas em pelotões até por volta do quilômetro 20. A partir daí, as subidas comeram solta e, ao final, um belíssimo single-track que com certeza "peneirou" os mais experientes. Destaque para a estrutura de apoio com muitos pontos de água. Acreditamos que daria para correr a prova até sem caramanhola, de tantos que haviam no meio do percurso.
Problemas na marcação:
Esse foi um problema detectado por diversos atletas e foi de enorme pesar para todos. A organização salientou que o percurso estava muito bem marcada até um dia antes da prova, com placas e cal em toda sua extensão. Porém, esclareceu que, infelizmente, foi vitma de vândalos da região que, além de apagarem diversas marcações, ainda viraram placas e fecharam porteiras. Informaram que especialmente provas de maratonas ficam com esse viés quando alguns cidadãos não vêm o nosso esporte com bons olhos. Dessa forma, alguns atletas foram prejudicados pelo resultado, mas a orgização, na medida do possível, tentou sanar os problemas. 
Desafio_do_Itiquira_-_Matria_3Homenagem ao falecimento do atleta Clóvis, de Planaltina-DF
No início da semana, esse assunto tomou conta dos ouvidos de todo o meio ciclístico. Infelizmente, por conta de uma verdadeira fatalidade, o atleta Clóvis, de Planaltina-DF acidentou-se no percurso no dia do reconhecimento que rolou uma semana antes da prova e veio a falecer. O atleta não conseguiu fazer uma curva antes da ponte e caiu na barranco do rio, vindo a falecer. Sem dúvida, uma fatalidade, visto que não tratava-se da parte mais técnica e perigosa do circuito. A família compareceu na largada da prova e foi homenageada pela organização. Foram amarradas fitas pretas no pulso de todos os atletas para lembrar o colega e fizeram um minuto de silência antes da largada.
Os resultados:
Confirmando o favoritismo, Josemberg Nunes "o Montoya" (JC, Focus, Mz Construtora), pelo terceiro ano seguido, sagrou-se campeão da prova. O campeão foi seguido pelos atletas José Hélio (ICESP, Neocom, JC Gontijo), Rodrigo Ribeiro Nunes(Jc Bikes, Focus, Coolcat) e Elano Barbosa (Jovens Adventistas).
Na Elite feminina, Amanda Vieira (Bosco), atleta de Brasília que vem se destacando fortemente nas provas da região, sagrou-se campeã. Em segundo lugar, Debora Ferandes (Gomão Bikes, Clubecoat-Nexrun/MP), seguida de Raquel Falcão (Bikemania, Vitruviano), Taylane de Jesus Camita (Montoya Bike) e Fabiana Gumprich (Kchaça Mtb). infelizmente, uma atleta acabou desclassificada por infringir uma regra definida e divulgada diversas vezes pela organização. 
O bikegiro destaca as empresas que entraram como parcerias do evento e, sem dúvida, valorizaram muito o Mountain Bike na região! Vamos apoiar essas empresas galera!!!!!!
Desafio_do_Itiquira_-_Matria_4

Fotos:

quinta-feira, 14 de junho de 2012

TÁ CHEGANDO A HORA...

Friozinho na barriga...
Tudo se ajustando... Troféus, medalhas, brindes, som, apoio, Exército, Samu, Bombeiros, Polícia Militar, água, frutas, chip, cronometragem... Ufa! Graças a Deus tudo dentro do programado.
Só falta agora a adrenalina, suor, força, poeira, estradão, single, bandeirada e vitória!!!

Aguardo vocês para a grande festa!!!

terça-feira, 12 de junho de 2012

ÚLTIMO DIA DE INSCRIÇÂO

Nessa quarta feira dia 13/06 será o último dia para inscrições do III Desafio Itiquira de MTB. As inscrições são efetuadas apenas através do site www.sistime.com.br.

Agora a novidade é a camisa de ciclismo para todos que subirem no pódio. E o kit já está pronto para os 200 primeiros inscritos pagantes. O kit será entregue apenas no dia de domingo a partir das 07:00 na Praça da Prefeitura.


Aguardo todos para a grande festa do MTB!!!